Nota de congratulação aos acadêmicos que obtiveram bom desempenho no Exame Unificado das Pós-Graduações em física (EUF)

Postado por: Rodrigo Fioravante

O Exame Unificado das Pós-graduações em Física (EUF) é uma prova de Física aplicada em algumas universidades do Brasil (USP, UNICAMP, UFMG, UFPE, UFRGS, etc). O resultado desta prova auxilia estas instituições para (i) selecionar alunos para pós-graduação na área de FÍSICA (mestrado e doutorado) e/ou (ii) distribuir bolsas de estudo. Alunos destas e de várias outras universidades prestam esta prova. Atualmente o EUF está sendo organizado pela Sociedade Brasileira de Física (SBF). Ele é aplicado desde 2005 e já teve cerca de 11.000 candidatos de todo o Brasil e de outros países como Equador, Honduras, Chile, Peru, Colômbia, Paraguai, etc. Já é tradição no Instituto de Física INFI/UFMS o desempenho destacado de alguns de seus acadêmicos na prova do EUF. Abaixo um relato deste fato ao longo dos anos.

– Prova de 2020/2°semestre:
Lucas de Morais Ramos ficou entre os 11% melhores de 1133 candidatos , Leonardo Santos Morais Ramos ficou entre os 14% melhores de 1133 candidatos e Habibb Yasser Dalloul ficou entre os 33% melhores de 1133 candidatos.

– Prova de 2019/2°semestre:
Luís Felipe Alves da Silva ficou entre os 10% melhores de 1022 candidatos.

– Prova de 2018/1°semestre:
Loreany Ferreira de Araújo ficou entre os 30% melhores de 671 candidatos.

– Prova de 2016/1°semestre:
Lucas Nogueira de Sá Martins ficou entre os 25% melhores de 846 candidatos.

– Prova de 2013/1°semestre:
Donovan Souza Maia ficou entre os 50% melhores de 567 candidatos.

– Prova de 2012/2°semestre:
Lucas Carvalho Pereira ficou entre os 25% melhores e Adonai Rodrigues da Cruz ficou entre os 50% melhores de 635 candidatos.

– Prova de 2011/2°semestre:
Paulo Henrique Ortega e Fernando de Oliveira Martins ficaram entre os 25% melhores e Julio Alberto Peres Ferencz Junior ficou entre os 50% melhores de 658 candidatos. Hoje ele é professor da FAENG/UFMS.

A boa qualidade da formação dos acadêmicos egressos do INFI permite que eles entrem em programas de pós-graduação em outras áreas afins, mesmo que estas não usem o EUF como processo de avaliação. Além disso, a boa formação dos acadêmicos do INFI é um dos fatores responsáveis pela criação e desenvolvimento de dois programas de pós-graduação do instituto : Programa de Pós-Graduação em Ciências dos Materiais e Pós-Graduação em Ensino de Ciências.

O INFI/UFMS parabeniza seus acadêmicos pelo bom desempenho. Também parabeniza seus professores e demais funcionários pela formação de seus alunos. Os acadêmicos egressos do INFI são capazes de disputar vagas para pós-graduação em condições de igualdade com os formandos das melhores universidades no Brasil na área de Física e afins.

As notas dos referidos acadêmicos mencionadas acima foram disponibilizadas pelos mesmos para o Prof. João Vítor via email ou whatsapp.

Sites do EUF (visualizados em novembro/2020):
https://euf.ifi.unicamp.br/EUF/listarevento.aspx?22020EUF
https://euf.ifi.unicamp.br/EUF/Temp/Inscritos_ALF_22-201120102504.pdf
http://sbfisica.org.br/v1/euf/index.php

Por Prof. João Vítor – INFI/UFMS.

Download (PDF, 60KB)

Compartilhe:
Veja também